Detran inicia campanha de prevenção de acidentes nas férias

O Rio Branco
Durante os próximos trinta dias o Detran estará realizando a capanha de prevenção

A campanha que vai acontecer durante os próximos trinta dias é uma iniciativa do governo do Estado e está sendo realizada pelo Detran/AC evisa desenvolve uma série de ações preventivas com o intuito de reduzir o número de acidentes e, assim, alcançar um resultado positivo nas vias públicas acreanas, durante o período das férias. Uma delas é a operação Álcool Zero, que, apesar de já estar sendo trabalhada desde março, em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), Superintendência Municipal de Trânsito (RBTrans), Polícia Militar e Polícia Civil, está sendo intensificada a partir deste mês para coibir a mistura entre bebida e direção.

Sawana Carvalho, diretora-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), comentou a necessidade da regularização dos documentos de porte obrigatório, a habilitação do condutor e o licenciamento do veículo, antes de seguir viagem. “Se o condutor estiver num estado vizinho, por exemplo, com os documentos vencidos, e passar por uma fiscalização de trânsito, terá uma dor de cabeça muito maior para regularizar sua situação antes de voltar para casa”, conta.

A diretora acrescentou ainda outras duas medidas essenciais, não somente àqueles que decidem viajar nessa época, mas para qualquer condutor, em todos os meses do ano. “A velocidade excessiva, bem como a ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir, é conduta que deve ser evitada em qualquer circunstância. O governo do Acre e o Detran vão continuar fiscalizando, para assim educar nossos condutores. O que queremos, acima de tudo, é a paz no trânsito,” finalizou Sawana Carvalho.

Antes de seguir viagem, os condutores devem ponderar uma série de pontos importantes. Segundo o chefe da Coordenadoria Integrada de Fiscalização de Trânsito (Ciftran), Herbson Souza, a primeira medida é avaliar as condições físicas e psicológicas de quem irá conduzir o veículo. “Muitos acidentes ocorrem por esse motivo. Então, se o condutor apresentar sinais de cansaço ou tiver alguma restrição médica, é melhor que confie a direção a outra pessoa em perfeitas condições, devidamente habilitada”, afirma.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)