Estudo mostra que fumantes largam o cigarro após ficarem isolados

Para os fumantes, largar o cigarro é uma tarefa difícil. Por isso, um grupo de pesquisadores desenvolveu um estudo para tentar descobrir o que impede quem fuma de largar o cigarro.

De acordo com o comentarista de Saúde do Estúdio i, Luis Fernando Correia, o fumante tem consciência dos malefícios que o cigarro causa. “O fumante sabe que é ruim, mas as pesquisas mostraram que ele é mais informado sobre os malefícios do que o não-fumante. Se ele sabe que é ruim e fuma, ele assume o risco”, destaca.

Uma pesquisa foi feita para descobrir se os fumantes assumiam o risco em geral. “A pesquisa queria saber se essas pessoas eram mais propensas ao risco. O jeito de testar isso foi com um jogo de carta”, explica Luis Fernando.

Ainda segundo o comentarista de Saúde, o estudo revelou que os fumantes priorizam a recompensa em detrimento de resultados a médio e longo prazo para a saúde. “A questão fica na recompensa. A recompensa do prazer do cigarro é muito maior do que a decisão de não fumar naquele momento. Não é a médio e longo prazo, é agora”.

Luis Fernando destaca a iniciativa de empresas que não permitem que os funcionários fumem dentro do trabalho: “Quando as empresas proibiram os funcionários de fumar no ambiente empresarial, a maioria foi para a porta”, afirma.

Após as empresas não deixarem que as pessoas fumassem na entrada do ambiente empresarial, houve um queda no número de fumantes. “É importante que essas estratégias sejam traçadas de forma consciente e apoiadas. Há base científica em isolar fumantes”, finaliza o especialista.
Autor:
OBID Fonte: Globo News