Polícia usa câmera para combater o tráfico de drogas em Atibaia

G1
Movimentação no bairro Caetetuba foi acompanhada durante meses.
Vídeos ajudaram a polícia durante as investigações e 15 foram presos.

A Polícia Civil passou a usar câmeras de vídeo para auxiliar nas investigações de combate ao tráfico de drogas na cidade. Com o equipamento, a polícia acompanhou por meses a movimentação dos traficantes e neste ano conseguiu prender pelo menos 15 pessoas envolvidas com o tráfico em Atibaia.

Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), até junho deste ano já foram registradas 89 ocorrências de tráfico de drogas. São duas a mais que no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 87 ocorrências, e quase que o dobro de ocorrências em 2011: 49.

De acordo com o delegado José Glauco Ferreira, por mais que se conheça os locais de compra e venda, as ações tradicionais como as rondas dão pouco resultado. “Os policiais da cidade já são conhecidos e isso acaba facilitando a identificação e comunicação deles [traficantes] em qualquer aproximação policial. As viaturas também [são conhecidas] e isso dificulta nosso trabalho”, explicou.

Se de perto estava complicado, a estratégia foi atuar de longe. Com uma câmera potente nas mãos os policiais acompanharam de um local alto como é essa movimentação dos criminosos. Foram meses de investigação até que a polícia conseguisse identificar e prender os traficantes.

As imagens feitas pela polícia mostram como funciona o tráfico de drogas durante o dia no bairro Caetetuba. Os vendedores ficam em vielas com a droga dentro de uma sacola aguardando os compradores, que passam de carro ou motos. “Quem ficava com entorpecente, quem pegava o dinheiro, quem avisava, dava cobertura. Depois da identificação dos individuos nós conseguimos a prisão, que foi concedida, e quando eles foram presos tiveram acesso a algumas imagens e confessaram, falaram que não tinha como negar”, disse.

A estratégia deve auxiliar a polícia em novas ações nos três principais bairros onde está concentrado o tráfico: Caetetuba, Jardim Imperial e Alvinópolis. Pelo menos 15 pessoas foram presas por tráfico de drogas neste ano na cidade.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)