fbpx

Primeira teleconferência do curso Prevenção ao uso de drogas

Hora de Santa Catarina
Na última terça-feira, no auditório da TV UFSC, em Florianópolis, aconteceu a primeira das três teleconferências do curso “Prevenção ao uso de drogas — Capacitação para conselheiros e lideranças comunitárias”. O curso foi apresentado em rede nacional pela NBR (TV Brasil), para mais de 40 mil participantes de todo o país. Duas reportagens especiais — sobre o trabalho do Instituto Padre Vilson Groh e o Instituto Arco Íris — ilustraram a proposta. Também foi abordado tema “redução de danos”.

Uma transição complicada

Ontem, no programa Notícia na Manhã, da Rádio CBN Diário, ouvi o presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses, Sérgio Junckes, o defensor público geral do Estado, Ivan Ranzolin, e o juiz da Vara de Execuçõpes Penais de Joinville, João Marcos Buch, a respeito da autuação deste último por crime de desobediência ao defensor geral do Estado. Esse pode ter sido apenas o primeiro choque de posições após a implantação da Defensoria Pública, que não conseguirá dar cumprimento a todas as necessidades. Quando o convênio com a OAB/SC para a defensoria dativa foi extinto, já se sabia que esta situação seria uma questão de tempo. O pior: parece que nada foi previsto para a transição.

Defendoria dativa x Defensoria Pública

Segundo o leitor Murilo Jr., um dos piores problemas desse “período de transição” entre as defensorias dativa e Pública são os processos que tramitam nas varas de execução penal, que têm prazos a serem cumpridos. Os prazos prescrevem e os magistrados são obrigados até a mandar soltar os réus, mesmo sem sentença transitada em julgado.Por que não se pensou nisso antes?

Democracia na escola

O prefeito de Florianópolis assinou decreto que estabelece as normas para a eleição de diretores na rede municipal de ensino, que ocorrerá no dia 30 de novembro. O dirigente ficará no cargo pelo período de três anos: de janeiro de 2014 a janeiro de 2017. O colégio eleitoral vai reunir mais de 34 mil pessoas. Participarão da eleição 85 unidades da educação infantil e 37 escolas do ensino fundamental. Podem votar aproximadamente 21mil pais, 4,5 mil profissionais da educação e 9 mil alunos,do 5º ano à 8ª série.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)