MP consegue internação para adolescente usuário de droga

Folha da Região
A Prefeitura de Araçatuba e a Procuradoria Geral do Estado foram obrigadas pela Justiça a internar e custear o tratamento de um adolescente de 14 anos, que é usuário de drogas. O menor foi apreendido por roubo no último fim de semana e já está na Fundação Casa, onde vai aguardar vaga para o tratamento contra as drogas.

Ele chegou a ser internado em entidades da região, mas, segundo o Ministério Público, os tratamentos não foram adequados para o caso e o menor voltou para casa. O promotor da Infância e da Juventude de Araçatuba, Joel Furlan, ajuizou em 2012 uma ação civil pública pedindo tratamento adequado para o garoto, uma vez que em Araçatuba não existe nenhuma instituição que pudesse acolher o menor.

O caso foi levado ao Ministério Público pela família do adolescente. Segundo Furlan, em caso de menores, a decisão é inédita no município. A Justiça determinou o custeio do tratamento, mas houve recurso por parte do Estado e da Prefeitura.

PREFEITURA
Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura informou que o Executivo “vai cumprir a decisão do acórdão”. No entanto, a assessoria não especificou prazo para a internação do adolescente.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)