Dia Nacional de Combate ao fumo: ´Narguilé é como fumar 100 cigarros`

O Dia Nacional de Combate ao Fumo é celebrado nesta quinta-feira, dia 29 de agosto, e tem como objetivo reforçar as ações nacionais de sensibilização e mobilização da população brasileira para os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco.

O tema deste ano será o Narguilé com o slogan – “Parece Inofensivo, mas fumar narguilé equivale a fumar 100 cigarros”. Conhecido também como cachimbo d’ água ou shisha ou Hookah — o narguilé é um dispositivo para fumar no qual o tabaco é aquecido e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma mangueira.

Por utilizar mecanismos de filtro, o consumo de narguilé é visto como menos nocivo à saúde. Contudo a literatura revela que o seu uso é mais prejudicial que o de cigarros. Segundo a Organização Mundial de Saúde (2005) uma sessão de narguilé dura em média de 20 a 80 minutos, o que corresponde à exposição de todos os componentes tóxicos presentes na fumaça de aproximadamente 100 cigarros.

O uso frequente dos produtos derivados do tabaco causa também problemas de fôlego, mau hálito, amarelamento da pele, e envelhecimento precoce. Este ano, a iniciação ao fumo já foi abordada no Dia Mundial sem Tabaco, quando a campanha apresentou as formas pelas quais a publicidade de cigarro busca atrair crianças e adolescentes por meio de ações em pontos de venda.

Para a campanha do Dia Nacional de Combate ao Fumo, optou-se por trabalhar o tema: O USO DE NARGUILÉ E A INICIAÇÃO AO FUMO. A decisão tem como base o crescente número de novos usuários desse produto de tabaco no Brasil: de acordo com dados da PETab (2008), o cachimbo de origem oriental tinha, na época, quase 300 mil consumidores no Brasil.

Outra característica do narguilé, é o de pode ser usado por várias pessoas simultaneamente. Tal fato reforça o aspecto da socialização do cachimbo, algo muito atraente especialmente para os jovens.

Segundo dados do VI Levantamento Nacional sobre o Consumo de Drogas Psicotrópicas entre Estudantes, a prevalência do consumo de tabaco aponta que no Brasil 16,9% dos 50.890 entrevistados já fizeram uso na vida. Já no I Levantamento Nacional entre Universitários, quase 22% dos entrevistados tem um risco de moderado a alto de desenvolver dependências aos produtos de tabaco.

Dados da Organização Mundial da Saúde

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável em todo o mundo. É estimado que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes. Estima-se ainda que no país ocorram 200 mil mortes por ano em consequência do cigarro.
Autor:
Fonte: OBID