Cocaína é a droga mais presente no sangue de acidentados no ES

G1
Pesquisa de perito identificou 13 tipos de drogas no sangue de vítimas.
Mais de 400 amostras foram analisadas.

A cocaína foi a droga mais encontrada no sangue de vítimas de acidentes de trânsito no Espírito Santo. Esse resultado foi apontado por uma pesquisa feita pelo perito da Polícia Civil Fabrício Souza Pelição, que através de uma nova técnica conseguiu identificar treze diferentes tipos de drogas no sangue de pessoas que sofreram acidentes. O procedimento começou a ser aplicado pela perícia capixaba neste ano.

O autor do estudo explicou que durante os anos de 2011 e 2012 foram coletadas amostras de 402 pessoas que morreram em acidentes de carro, de motocicleta e de atropelamento na Grande Vitória. Descobriu-se que 45% dessas vítimas haviam consumido álcool, algum tipo de droga, ou até ambas. A cocaína foi a droga mais identificada, aparecendo em 10,7 % das amostras. A maior parte dos resultados positivos foi encontrada em homens com idades entre 25 e 34 anos.

O perito Fabrício destacou ainda que 26,9% das vítimas ingeriram somente álcool, 9,2 % consumiram drogas combinadas com álcool e que 8,7% delas só usaram algum tipo de entorpecente. Ao todo, 17,9 % das amostras foram positivadas para o uso de drogas.

A metodologia faz parte da tese de doutorado do perito e foi desenvolvida no Laboratório de Toxicologia da Polícia Técnico-Científica capixaba com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes).
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)