Na luta contra as drogas, Proerd forma mais 200 alunos em Corumbá

Diário Online
O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), realizado pelo Comando da Polícia Militar de Corumbá, formou nesta quinta-feira, 12 de dezembro, mais 200 alunos. A solenidade foi na sede do CENPER – Centro Padre Ernesto de Promoção Humana e Ambiental, e contou com a presença de pais, professores e amigos dos formandos. O programa foi desenvolvido, este ano, em cinco escolas municipais da cidade, trabalhando com a aplicação de conhecimento em alunos do 5º ano. São elas: Ângela Maria Perez, Djalma Sampaio, Tilma Fernandes Veiga, Luiz Feitosa Rodrigues e Rachid Bardauil.

“O Proerd atua há mais de 10 anos em Corumbá e nesse período pudemos observar de perto a evolução desse trabalho. Atuo desde a primeira turma e com o passar do tempo, a PM ganhou reforço das Prefeituras municipais, tanto de Corumbá quanto de Ladário e nosso público aumenta a cada ano, ou seja, a cada ano temos a oportunidade de ter mais jovens orientados em relação a todo tipo de práticas criminais, e os orientamos a serem cidadãos de bem. É uma grande responsabilidade, pois é uma formação social”, disse ao Diário Corumbaense a PM Cabo Gleici Kelly, uma das monitoras do programa.

Quatro PMs monitores se encarregaram das aulas uma vez por semana nas unidades educacionais. De acordo com o tenente Diego Ferreira, do 6º Batalhão de PM de Corumbá, que representou o comandante da corporação, tenente-coronel Joilson Sant’Ana, o Proerd é uma oportunidade de amadurecimento e de conquistas para os jovens . “Proporciona à essas crianças, possibilidades de conhecimento, além das salas de aula, é uma oportunidade de amadurecimento pessoal e o principal, de livramento das drogas, contra crimes. A cada criança orientada, é um combate criminal realizado”, enfatizou.

O Proerd foi desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal de Corumbá e a Secretaria de Educação do Município foi quem ficou responsável por selecionar as escolas que iriam receber o projeto.

A cerimônia de formação dos alunos contou com apresentações culturais e premiou quatro vencedores do concurso de redação, promovido pelo Proerd, que teve como tema principal o combate às drogas. Uma das vencedoras foi a aluna Ana Maria Silva, do 5º ano da Escola Municipal Tilma Fernandes. Em sua redação, a menina relatou a participação no Programa e a contribuição do mesmo em sua vida. “Eu não conhecia o Proerd, mas, com o passar do tempo, vi que era algo muito bom, não apenas para minha vida, mas para meus amigos, pois assim, ficamos conscientes do quanto as drogas são perigosas e o quanto uma brincadeira de mau gosto pode machucar um amigo. Foi um programa muito bom, até porque tínhamos a ideia de que a polícia era apenas para realizar prisões, mas vimos que eles também nos ensinam”, relatou a estudante.

Já a adolescente Ana Clara Bastos, da escola Luiz Feitosa, se inspirou em uma situação corriqueira para compor sua redação. “O Proerd nos ensinou que todo tipo de droga faz mal, não apenas para o corpo, mas para todos que estão ao redor de quem consome. No meu caso, já passei situações chatas, pois pessoas próximas a minha casa fumam cigarro e isso já gerou vários problemas. Na minha redação agradeço às aulas dos policiais e conto como é ruim viver próximo de quem é fumante”, contou.

Lições
O programa é educativo e composto por 11 lições aplicadas uma vez por semana, que abordam o reforço da autoestima; a pressão dos colegas e da mídia para o uso de drogas; as gangues e as resoluções de conflitos sem recorrer à violência. A 11ª lição é uma formatura com a participação dos pais e professores, em que as crianças recebem um certificado de participação.

Os objetivos principais do Proerd são noções de cidadania, prevenir o abuso de drogas entre escolares e auxiliá-los a desenvolver técnicas eficazes de resistência à violência. As lições se baseiam sempre no Modelo de Tomada de Decisão do Proerd, que possui quatro passos a ser seguidos: definir o problema; analisar as opções que tem e consequências positivas e negativas de cada uma; atuar escolhendo uma opção e avaliar se fez uma boa escolha e se no futuro faria essa mesma escolha.

O Proerd é a versão brasileira do programa norte-americano Drug Abuse ResistenceEducation (Dare), surgido nos Estados Unidos em 1983 e implantado no Brasil em 1992 e que já atendeu mais de 50 milhões de crianças em 58 países.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)