Bebedores do sexo feminino enfrentam maiores riscos para a sua saúde ao consumir álcool

O aumento do risco de morte associado ao consumo de álcool não é o mesmo para homens e para mulheres. Um estudo que comparou a quantidade de álcool consumida com mortes por qualquer causa entre cerca de 2,5 milhões de mulheres e homens mostrou que as diferenças entre os sexos tornou-se maior à medida que o consumo de álcool aumentou, conforme descrito em um artigo na revista Journal of Women s Health.

No artigo “Efeitos da bebida na mortalidade por todas as causas em mulheres em comparação com homens: uma meta-análise”, de Chao Wang e co-autores, da Academia Chinesa de Ciências Médicas e da União de Pequim sobre Ciências Médicas, fez um modelo da relação entre a dose de álcool consumida e o risco de morte, comparando os resultados para os bebedores versus não-bebedores e entre os consumidores masculinos e os femininos. As mulheres tiveram um aumento da taxa de mortalidade por todas as causas devido à bebida em comparação com os homens, especialmente os bebedores pesados.

“Embora o alcoolismo seja mais comum em homens do que em mulheres, os bebedores do sexo feminino enfrentam maiores riscos para a sua saúde em comparação com bebedores do sexo masculino”, diz Susan G. Kornstein, editora-chefe do Journal of Women s Health, diretora-executivo da Virginia Commonwealth University Institute for Women s Health e presidente da Academy of Women s Health.
Autor:
OBID Fonte: Traduzido e adaptado de Medical News Today