Abuso do álcool provoca perda severa de memória na 3ª idade, diz pesquisa

Globo News
Pesquisadores acompanharam 6.500 americanos com mais de 60 anos. Grupo que abusava do álcool teve o dobro de casos de perda de memória.

Que beber demais é prejudicial à saúde, não é novidade. Mas uma nova pesquisa detalhou as consequências para a mente e fez um alerta: o abuso do álcool a longo prazo causa perda severa de memória.

Os pesquisadores acompanharam 6.500 americanos de terceira idade durante 20 anos. Atualmente, eles têm entre 80 e 90 anos. Os idosos foram divididos entre os que abusam do álcool e os que bebem moderadamente ou não bebem.

Para identificar quem bebia demais, foram feitas quatro perguntas:

1ª. Você tenta parar de beber ou diminuir a quantidade de bebida que você toma?

2ª. Você se incomoda quando as pessoas dizem que você está bebendo demais?

3ª. Você se sente culpado em relação à sua bebida?

4ª. Você já bebeu de manhã para tentar curar uma ressaca?

Segundo os pesquisadores, quem responde ‘sim’ costuma abusar do álcool. Com base nessas respostas, os dois grupos foram divididos.

A pesquisa constatou que o grupo que abusava do álcool apresentou o dobro de perda de memória em comparação com o grupo das pessoas que não tem problema com bebida alcoólica. Assim, o estudo concluiu que o hábito de beber demais a longo prazo aumenta as chances de perda de memória na terceira idade.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)