Sim, o álcool te torna mais sincero, dizem cientistas

Yahoo Brasil
Pelo menos na teoria.
Não adianta vir com desculpinhas do tipo “bebi demais” depois de aprontar alguma, pelo menos é o que diz a ciência. Ela afirma que mesmo quando bebemos além da conta, só fazemos e falamos aquilo que sempre tivemos vontade — e nunca tivemos coragem de expor por medo ou insegurança.

Portanto, se você encheu a lata e pagou mico na festa, ligou pro ex e se declarou, ou contou um segredo obscuro de algum amigo, pode ficar com remorso no dia seguinte, pois — pelo menos na teoria — você deve sim assumir a responsabilidade por seus atos.

Como isso acontece?

Pesquisadores da Universidade do Missouri revelam que o álcool não elimina sua capacidade de saber exatamente o que você está fazendo, e sim anula os sentimentos de culpa, remorso e vergonha. O que significa que mesmo bêbados, fazemos e falamos apenas aquilo que sempre tivemos vontade.

Os pesquisadores convidaram 67 pessoas para um teste. Elas foram divididas em três grupos: 22 tomaram refrigerantes, outras 22 ganharam bebidas supostamente alcoólicas (sem saber que a bebida na realidade não continha álcool), e o restante bebeu vodca com tônica. Em seguida, todos se sentaram em frente a um computador e tinham de pressionar o botão com a descrição correta de cada imagem que aparecia. Foram mais de 300 imagens.

Obviamente todos os participantes cometeram alguns erros – e confessaram, após o teste, que haviam errado. Com exceção dos embriagados, que, ao perceber o erro, diminuíam a velocidade das respostas, a fim de evitar outros equívocos. Era o cérebro quem enviava esse sinal para redobrar a atenção após um erro – todas as atividades cerebrais dos participantes foram acompanhadas por eletroencefalograma.

Quando embriagados, não damos atenção aos erros

Só que, entre os bêbados, por mais que eles reconhecessem os erros, esse sinal era mais fraco. “Nosso estudo mostra que o álcool não reduz nossa consciência sobre os erros – reduz apenas o quanto nos importamos em cometer tais erros”, explica Bruce Bartholow, um dos autores da pesquisa. Moral da história? Jamais justifique seus erros com a bebida. Isso é história pra boi dormir.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)