Consumo de café expresso pode aumentar em 50% o risco de desenvolver diabetes

Beber mais de três xícaras de café por dia pode dobrar o risco de uma pessoa desenvolver diabetes. O alerta é de pesquisadores do Hospital de San Daniele del Friuli, em Udine, na Itália.Segundo os cientistas, o hábito de tomar café regularmente pode aumentar o risco de pré-diabetes – a fase inicial do diabetes tipo dois – nos adultos que metabolizam a cafeína lentamente e sofrem de hipertensão.

A equipe do hospital italiano estudou 1.180 pacientes com idades entre 18 e 45 anos, com hipertensão de fase 1 – pressão alta – mas que não eram diabéticos.Dos que bebiam café, 875 consumiam de uma a três xícaras por dia, enquanto 13% ultrapassavam o limite de três xícaras. Dos pacientes do estudo, 42% metabolizavam rapidamente a cafeína e 58% eram lentos na metabolização. Ao fim de seis anos de pesquisa, os cientistas diagnosticaram pré-diabetes em 24% dos pacientes.

O que consumiam a bebida moderadamente tiveram 34% maior de risco de pré-diabetes. Já os consumidores pesados de cafeína tiveram o risco elevado em 50%.Segundo estimativas, cerca de 50% das pessoas são “lentos metabolizadores de cafeía”, porque tem no DNA uma versão particular do gene CYP1A2 que os torna “hipersensíveis” ao agente intoxicante.Essas pessoas devem evitar a cafeína e escolher um café descafeinado. A pesquisa foi apresentada pelo diretor de cardiologia do Hospital, no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia.
Autor:
OBID Fonte: UOL