Ligue 132 atendeu mais de 22 mil pessoas em 2014

Até o início de outubro, o serviço nacional de informações e orientações sobre drogas, Ligue 132, atendeu 22.062 pessoas. No mês de setembro, foram registrados 2.716 atendimentos.

Inaugurado em 2005, Ligue 132 é um serviço nacional do programa “Crack, é possível vencer” do Governo Federal com o objetivo prevenir o uso de drogas no país.

Em setembro, a maioria das ligações foi de usuários de drogas, totalizando 955 chamadas (35% do total). Os familiares de usuários também tiveram uma quantidade expressiva com 877 ligações (30,5%), sendo que as mães de usuários ligaram 368 vezes (13,5%) para o Call Center buscando ajuda para seus filhos.

Segundo a coordenadora do Ligue 132, Maristela Ferigolo, os familiares têm atenção e orientação direcionada para apoiar e motivar seus filhos ou parentes. “O usuário recebe aconselhamento especializado levando em consideração o estágio motivacional que se encontra. Todos os atendimentos são focados no problema específico apontado de quem busca orientação e informação sobre drogas de abuso.”

Em relação ao ano de 2014, a cocaína é a substância química mais questionada, com 46% dos atendimentos, seguida do álcool (42%) e tabaco (36%). São Paulo (2.171 atendimentos), Porto Alegre (638) e Rio de Janeiro (622) são as cidades com o maior número de atendimentos.

O Ligue 132 é um serviço público que atende 24 horas por dia, de forma sigilosa e gratuita. O programa é uma iniciativa do Governo Federal, do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas em parceria com Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e Associação Mario Tannhauser de Ensino, Pesquisa e Assistência. Os atendimentos pelo Ligue 132 são realizados por profissionais da área da saúde capacitados e voltados para motivar usuário e familiar a abandonarem as drogas.
Autor:
OBID Fonte: Senad/MJ