Álcool é causa de 90% dos afogamentos, no Amazonas

D24am
Segundo comandante do Corpo de Bombeiros, a maior incidência envolve homens

Manaus – Cerca de 90% das ocorrências de afogamento, no Amazonas, estão relacionadas ao consumo de bebidas alcoólicas, de acordo com o comandante do pelotão fluvial do Corpo de Bombeiros, tenente Ricardo Rocha. O comandante faz o alerta, principalmente, para quem planeja aproveitar este domingo em balneários do município.

Segundo ele, a maior incidência envolve homens que associam o nado ao consumo de bebidas alcoólicas em excesso.

“Os homens começam a beber e depois vão nadar. Alguns pensam que ainda são donos da consciência, mas se enganam porque acabam sendo vítimas de afogamento. Na maioria das vezes, a vítima tem cãibra, fica tonta e desmaia”, explicou.

O risco está, também, relacionado à condução de barcos nos rios da região. “Ainda há homens que bebem, conduzem pequenas embarcações e acabam causando naufrágio. Isto é ainda mais perigoso”.

Dicas preventivas

Rocha explicou os procedimentos para tentar prevenir afogamentos que ocorrem em locais públicos.

“Os cidadãos que vão se divertir em praias e flutuantes, neste fim de semana, devem se atentar para algumas situações para evitar o afogamento. Primeiramente, aos adultos, nunca devem deixar de fiscalizar as crianças ou adulto dependente, como idosos e deficientes, que estiverem acompanhando. Se você for sozinho com um menor, é recomendável que não consuma bebidas alcoólicas”.

Subestimar a capacidade de nado é o segundo ponto destacado pelo tenente. “Não vá para a parte mais funda, não mergulhe de cabeça, não faça movimentos que possam causar fadiga ou cãibra, ou até mesmo, espasmos no coração. Não confie em boias ou em outros equipamentos de segurança que não sejam certificados pelo corpo de bombeiros”, orientou.

O tenente esclareceu, também, a conduta do cidadão no momento em que presenciar uma situação de afogamento. “Sempre chame o guarda-vidas mais próximo, se não estiver em terra firme, jogue algo que flutue na água em direção ao afogado”, ensinou. O número de salvamento dos Bombeiros é o 193.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)