Cigarro de chá verde polemiza ao prometer ajudar com vício

Exame
Um produto lançado nos EUA está chamando a atenção ao dizer que ajuda pessoas a pararem de fumar.

A empresa Billy55 criou um cigarro sem tabaco ou nicotina. Ele é preenchido com folhas de chá verde. Promete ser “verde” e “natural”.

O cigarro parece normal: em maço de vinte, enrolado em papel branco fino, preenchido com uma erva seca. Mas é apenas chá verde.

A ideia, segundo o fabricante, é ajudar pessoas a se livrarem do vício em tabaco.

Elas continuam a participar do ritual de acender e fumar um cigarro, de tê-lo em mãos (ritual igualdade viciante), mas não estariam colocando nicotina em seu organismo.

De qualquer modo, não é só o tabaco e nicotina que viciam e causam câncer de pulmão, por exemplo. Só a fumaça quente nos pulmões é o suficiente para causar problemas respiratórios.

O criador da marca é Ranko Tutulugdzija, um acupunturista.

Segundo ele, o cigarro de chá verde é um dos três passos para parar de fumar de vez.

Outro passo seria colocar “sementes de mostarda nas orelhas”. Todo o processo duraria 90 dias.

Nenhum estudo científico provou a eficácia ou a segurança do produto.

Em entrevista à revista Time, Ranko disse que o “cigarro verde” motiva as pessoas a pararem de fumar e eles se sentem menos culpadas.

Já a FDA, agência regulatória de alimentos e medicamentos dos EUA, disse que não comentaria a aprovação ou não do produto.

Na Amazon, ele está sendo vendido por 25 dólares.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)