Segundo campanha, cigarro mata mais que ditadores

Exame
São Paulo – Que o cigarro pode causar uma série de problemas de saúde, isso todos já sabem. Criar uma campanha que combata seu uso, portanto, pode ser uma tarefa difícil, uma vez que o objetivo é chamar a atenção do público para uma situação tão delicada quanto um vício, ainda que seus malefícios já sejam conhecidos pela maioria das pessoas.

Para mostrar o quão mortal pode ser o cigarro, o Comitê Nacional Antitabagismo (CNCT) da França resolveu então compará-lo com alguns personagens famosos da história mundial: Hitler, Osama Bin Laden e o ditador chinês Mao Tsé Tung.

As peças traziam imagens destes homens, verdadeiros sinônimos de guerras e mortes, com textos que comparavam seu poder de destruição com o do cigarro.

A imagem de Hitler, por exemplo, vinha acompanhada dos seguintes dizeres: “Pequeno Jogador – ninguém mata mais que o cigarro”.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)