Especialistas em estudos sobre drogas conhecem programa Anjos da Paz

Aqui Acontece
A metodologia de atendimento ao dependente químico aplicada em Alagoas por meio do programa Anjos da Paz foi apresentada, nesta quinta-feira (24), no segundo dia do XXIII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Estudos sobre Álcool e outras Drogas (ABEAD), que acontece na cidade de Campos do Jordão, em São Paulo. O programa faz parte da Rede Acolhe, coordenada pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev).

O serviço dos Anjos da Paz é realizado através de uma busca ativa aos dependentes químicos, nos locais de uso e nas residências, que são informados e conscientizados da necessidade de acolhimento para tratamento da dependência. A ação também é realizada por meio da procura nos Centros de Acolhimentos de Maceió e Arapiraca.

Após o atendimento realizado pelos Anjos da Paz, os dependentes são encaminhados para o Centro de Acolhimento, onde é realizada a triagem e os exames básicos. Em seguida, são encaminhados para uma comunidade acolhedora, onde passam até seis meses realizando diversos trabalhos para tratamento da dependência.

Na avaliação da paulista Cristina Azevedo, uma congressista que realiza trabalho de análise de dependência química, a metodologia realizada pelos Anjos da Paz em Alagoas é fundamental no processo de conscientização dos dependentes para início do tratamento.

“É importante que o contato inicial seja feito com afeto, como é realizado nesta ação. O Governo de Alagoas está de parabéns pelo projeto, que é uma importante ferramenta para tratamento da dependência química”, enfatizou.

A Seprev, responsável pelas Rede Acolhe, está participando do Congresso em Campos do Jordão desde a última quarta-feira (23), e continuará com a divulgação dos trabalhos do Governo de Alagoas para acolhimento de dependentes químicos até o próximo sábado (26).
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)