Diretrizes no tratamento do delirium tremens

Embora os sintomas possam ser leves e sem alterações importantes da consciência, casos graves podem ocorrer, inclusive fatais. Dentre as recomendações das diretrizes destacamos as seguintes:

1. A principal classe de drogas a ser usada para o controle da síndrome são os benzodiazepínicos, sendo os mais estudados o diazepam e o lorazepam.

2. Neuroléticos como o Haloperidol não devem ser usados como primeira escolha, pois os trabalhos científicos mostraram que os benzodiazepínicos são mais eficazes e bem tolerados. Podem, no entanto, ser usados em conjunto com os benzodiazepínicos, caso estes não controlem adequadamente a agitação e confusão mental.

3. Antihipertensivos do grupo dos Betabloqueadores como o propranolol e o atenolol não devem ser usados para o tratamento de todos os pacientes, pois não há trabalhos mostrando que o uso rotineiro destes agentes traz benefícios adicionais aos benzodiazepínicos. Estes medicamentos devem ser utilizados principalmente em indivíduos que mantenham hipertensão e taquicardia mesmo com o uso dos benzodiazepínicos.

O artigo cita que outras drogas tem sido estudadas para o tratamento do problema, incluindo carbamazepina, clonidina, dexametasona, anticonvulsivantes, bromoperidol e álcool etílico, mas até o momento não há evidências científicas sólidas que estas drogas são eficazes.
Fonte:CISA – Centro de Informações Sobre Saúde e Álcool