Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar – PeNSE 2015

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em parceria com o Ministério da Saúde e com apoio do Ministério da Educação, divulgou os dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) realizada em 2015.

Em sua terceira edição, a pesquisa contou com a participação de estudantes de escolas públicas e particulares com idades entre 13 e 17 anos, separados em duas amostras independentes: a primeira composta apenas por alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e a segunda por estudantes de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 1º ao 3º ano do Ensino Médio. A pesquisa tem como objetivo avaliar fatores de risco e de proteção à saúde em escolares para fornecer dados para o planejamento de políticas públicas.

Os alunos responderam a um questionário autodirigido com perguntas sobre aspectos socioeconômicos, contexto familiar, hábitos alimentares, prática de atividades físicas, experimentação de tabaco, álcool e outras drogas, saúde sexual e reprodutiva, violência, segurança e acidentes e utilização de serviços de saúde.

No que se refere aos aspectos sobre a experimentação e consumo de álcool, o CISA aproveita para destacar os seguintes dados:
* Entre os alunos do 9º ano, embora o consumo atual de álcool tenha caído de 26,1% em 2012 para 23,8% em 2015, a experimentação precoce subiu de 50,3% para 55,5%;
* 21,4% dos escolares do 9º ano relataram já terem sofrido algum episódio de embriaguez na vida;
* Cerca de 24% dos adolescentes de 13 a 15 anos consomem bebida alcoólica;
* 37,8% dos adolescentes de 16 a 17 anos consomem bebidas alcoólicas e 37,2% já sofreram algum episódio de embriaguez.

Veja Aqui a Pesquisa na Íntegra
Fonte:CISA – Centro de Informações Sobre Saúde e Álcool