fbpx

Piauí autoriza a produção de canabidiol, substância derivada da maconha

Uso de canabidiol é liberado para pessoas com crise convulsiva refratária

É o 1º Estado a liberar a fabricação

O governo do Piauí autorizou na última 5ª feira (28.dez.2017) a produção de canabidiol, uma substância presente na maconha, a Cannabis sativa. A fabricação será feita pelo Ceir (Centro Integrado de Reabilitação) em parceria com as universidades Federal e Estadual do Piauí. A produção deverá começar já no início de 2018.

A decisão foi anunciada pelo governador piauiense Wellington Dias (PT) em reunião com dirigentes dos órgãos de pesquisa. A produção também envolverá a Fapepi (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí) e a Secretaria de Saúde do Piauí.

O Estado nordestino é o 1º do país a autorizar esse tipo de produção. As pesquisas foram iniciadas no 1º semestre deste ano. O uso de canabidiol é liberado para pessoas com crise convulsiva refratária.

Segundo o governador, o atendimento de pacientes que usam o canabidiol no Piauí ficará mais acessível e barato.

“Adotamos na rede de saúde do Piauí, pacientes que fazem uso do medicamento, de forma gratuita. Antes importávamos o canabidiol da Califórnia e de Israel, o que gerava um custo muito elevado e, a partir da autorização da produção, o Piauí passa a produzir seu próprio produto, com um investimento de cerca de R$ 1 milhão”, disse.
Autor: Renan Melo Xavier
Fonte: Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 4 =