Veja os reais efeitos do álcool na vida sexual

A bebida alcoólica pode parecer um excelente incetivo para tornar a vida sexual mais atraente, já que estudos apontam que o álcool ajuda a superar sentimentos de inadequação e, por isso, está associado a uma vida sexual melhor. Mas os benefícios não vão além de deixar o corpo relaxado e diminuir um pouco a inibição: beber mais do que um ou dois drinques, dependendo do peso do corpo, pode afetar a capacidade de sentir prazer. Confira os prejuízos, listados pelo site The Huffington Post:

“Beber mais do que um ou dois drinques, dependendo do peso do corpo, pode afetar a capacidade de sentir prazer”

É um inibidor do sistema nervoso: a bebida alcoólica atua em partes do cérebro ligadas que estão associadas à excitação e ao prazer. Afeta a respiração, a circulação e a sensibilidade das extremidades.

Dificuldades de ereção: quantidades exageradas de álcool ou consumo a longo prazo estão ligados a problemas de ereção. A desidratação causada no organismo prejudica a circulação na região íntima e aumenta o nível de hormônio angiotensina, associado a disfunções eréteis.

Longe do prazer: um estudo de 2004 mostrou que 11% dos consumidores frequentes de álcool tinham dificuldades para atingir o orgasmo. Os homens mostravam problemas para ejacular e as mulheres necessitavam de muito mais estimulação do que aquelas que não faziam uso de bebidas.

Falta de lubrificação: o álcool prejudica a lubrificação da região íntima feminina, o que pode causar dor e lesões durante as relações.
Fonte: Terra