Consumir bebida alcoólica antes de dormir atrapalha a qualidade do sono, dizem especialistas

O álcool interfere na fase profunda do sono, impedindo que a pessoa descanse. Além disso, a bebida alcoólica também potencializa distúrbios como apneia, ronco e insônia. Neurologistas dão orientações para mudar este tipo de hábito.

Você é daqueles que toma uma cervejinha para relaxar antes de dormir? Apesar do álcool dar sonolência, ele atrapalha a fase profunda do sono, afetando a qualidade do descanso. Para falar sobre o assunto e dar dicas de como mudar esse hábito, o Bem Estar recebeu nesta quinta-feira (20), dois neurologistas: Fernando Morgadinho e Dalva Poyares, que também é medica do sono.

Dormir bem e de forma contínua é importante, já que, sempre que uma pessoa acorda durante a noite, volta ao estágio inicial de sono. E isso pode interferir em alguns processos que só ocorrem na fase mais profunda, esse é o caso da bebida alcoólica.

Estudos confirmam que a bebida altera o sono porque, primeiro, ela acelera o início do sono, em seguida, faz com que a pessoa caia em um sono profundo. A sonolência também é relativa porque a medida que a pessoa fica resistente, vai precisar de uma dose cada vez maior de álcool para conseguir o mesmo efeito.

Além disso, o álcool também potencializa distúrbios do sono como apneia, ronco e insônia. Os sintomas de uma noite mal dormida são: cansaço, sonolência durante o dia, dor de cabeça, dor muscular e memória prejudicada.

O sono tem quatro fases:

  • Fase 1: transição da vigília para o sono, quando ficamos sonolentos.
  • Fase 2: sono leve, quando a respiração e frequência cardíaca diminuem, os músculos relaxam e a temperatura abaixa.
  • Fase 3: o corpo funciona mais lentamente.
  • Fase 4: REM – o sono profundo, que é o reparador, que faz com que a gente descanse.

COMIDA COM BEBIDA ALCOÓLICA

A comida flambada traz a acidez e um toque diferencial de contraste aos alimentos, mas a liberação do álcool é pequena. O modo de preparo faz toda diferença no processo de evaporação. O resíduo é prejudicial, por exemplo, para as grávidas. Mães que amamentam também devem ter cuidado, pois o álcool passa para o leite materno.

ÁLCOOL X SONO X DIREÇÃO

Ficar sem dormir tem efeito cognitivo parecido com a intoxicação por álcool: os reflexos ficam lentos, a atenção prejudicada e a chance de cair no sono enquanto está na direção é altíssima. Não tem dose segura de álcool para dirigir depois, mas algumas pessoas acreditam que após um cochilo já estão aptas para conduzir o volante.

Não é verdade porque a pessoa continua com os reflexos alterados e são necessárias 24 horas depois de beber para dirigir. Uma taça de vinho (140 a 150ml), por exemplo, leva de duas a quatro horas para metabolizar.

Os estimulantes, como café e refrigerante de cola, postergam a sonolência, mas quando passa o efeito, a vontade de dormir vem forte.

Entre as dicas para ter uma boa noite de sono estão: não beber álcool próximo à hora de dormir, beber moderadamente, intercalar a bebida com água e só dirigir após 24 horas da última dose. Deve-se optar por tomar um chá antes de se deitar.

Fonte: Bem Estar, G1