Alcoolismo: como saber se você é dependente do álcool?

Muita gente aproveita os momentos felizes, como um aniversário, um happy hour, uma confraternização, para tomar aquela cervejinha, vinho, alguma bebida alcoólica. Mas será que existe um limite, uma dose segura de álcool?

O alcoolismo é uma doença crônica ocasionada pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas e algumas perguntas podem ser feitas para saber se você está dependente. Se você responder SIM para uma delas, é preocupante. Se responder SIM para duas ou mais, procure ajuda:

  1. Já tentou parar de beber e não conseguiu?
  2. Se sente incomodado com críticas do quanto bebe?
  3. Acha que bebe mais do que gostaria?
  4. Tem que beber logo que acorda para diminuir o mal-estar?

Como perceber se alguém próximo a você é alcoólatra? — Foto: Arte/TV Globo

Um dos grandes sinais é quando a bebida toma o espaço das outras situações da vida – a pessoa gasta muito mais tempo usando álcool do que fazendo outras atividades. A vida gira em torno disso.

E o que fazer? Se você perceber que algo está errado, precisa procurar tratamento: um médico de confiança, um grupo de apoio, uma Unidade Básica de Saúde. Se isso estiver acontecendo com alguém próximo, não acuse a pessoa e nem julgue. Ajude!

Fatores de risco

A genética é um fator de risco para o alcoolismo. Pessoas com casos na família precisam ter mais atenção. Outro fator são as pessoas que são tolerantes ao álcool. Isso porque elas conseguem beber muito e não ficam bêbadas e não têm um freio natural.

O álcool pode matar. Seja em um acidente onde as pessoas beberam e dirigiram, seja pelos danos que ele causa ao fígado e cérebro. Ele é uma substância psicoativa que leva a uma gradual anestesia do corpo e, em grandes quantidades, pode sedar áreas vitais do cérebro e levar a uma parada cardiorrespiratória. Por isso, beba sempre com moderação.

Por que procurar um grupo de ajuda?

De acordo com o psiquiatra e consultor do Bem Estar Daniel Barros, esse tipo de terapia tem sucesso por dois motivos:

  1. O comprometimento com o grupo, que comemora quando faz algo bom e cobra quando é necessário
  2. Valorização de pequenas conquistas, ótima estratégia para mudanças de comportamento

O tratamento prevê recaídas, isso é normal, mas o importante é não desistir.

Só é alcoólatra quem bebe todo dia? Bem Estar — Foto: Arte/TV Globo

As pessoas acham que não têm problema com o álcool porque não bebem todos os dias, mas isso é mito. “A pessoa pode não beber todo dia e ainda sim beber mais do que deve, pode ter problemas de saúde. Tem que ficar atento. Se a pessoa tiver problemas por causa do álcool, se tiver problemas de saúde, se ela perde o controle sobre a bebida, isso pode ser uma dependência”, alerta o psiquiatra.

Fonte: G1, Bem Estar