fbpx

Judicialização de maconha medicinal bate recorde em SP

Número de processos para que secretaria pague tratamentos individuais chega a 158 em 2020

A Secretaria de Saúde de SP diz que está fazendo parcerias e conversando com órgãos jurídicos e gestores de saúde para tentar diminuir o impacto financeiro do aumento das ações judiciais de pacientes que a obrigam a bancar tratamentos com remédio de maconha. O número de ações chega a 158 neste ano. Já supera as 122 registradas em todo o ano passado, quando a tendência começou a impactar o orçamento, após a forte alta em relação aos 67 casos de 2018 e os 21 de 2017.

Para a médica Carolina Nocetti, a judicialização tende a crescer, conforme a possibilidade de obter o remédio fica mais conhecida.

Saiba mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/painelsa/2020/10/judicializacao-de-maconha-medicinal-bate-recorde-em-sp.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =