Anticorpos de pacientes que tiveram Covid ficaram mais potentes 6 meses após infecção, diz estudo liderado por brasileiros na ‘Nature’

O brasileiro Julio Cesar Lorenzi, um dos líderes do estudo, explica que os anticorpos podem ser mais capazes de enfrentar mutações do coronavírus.

Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira (18) na revista científica “Nature”, uma das mais importantes do mundo, sugere que os anticorpos para Covid-19 em pacientes que tiveram a doença ficaram mais “potentes” 6 meses após a infecção.

Isso significa que a imunidade para quem já teve a doença pode durar, no mínimo, esse tempo. O estudo é liderado por brasileiros e outros pesquisadores da Universidade Rockefeller, nos Estados Unidos.

Veja mais em https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/01/18/anticorpos-de-pacientes-que-tiveram-covid-ficaram-mais-potentes-6-meses-apos-infeccao-diz-estudo-liderado-por-brasileiros-na-nature.ghtml

Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas