Lobby do fumo ataca colegiado-chave da política antitabaco

A um mês da nona edição da Conferência das Partes (COP 9) da Convenção-Quadro da Organização Mundial da Saúde para o Controle do Tabaco, o lobby do fumo acelerou os esforços para influenciar a posição da diplomacia brasileira no evento. E, se depender das entidades ligadas à indústria fumageira, o Brasil também caminha para se tornar um pária internacional em uma área na qual há décadas é exemplo.

Em vez da perspectiva da saúde pública, as entidades do setor querem, como salientaram em um documento entregue ao Ministério das Relações Exteriores em 25 de agosto, que o governo leve em conta “os pontos de vista da cadeia produtiva do tabaco” e atue “no sentido de assegurar que a COP 9 não resulte em prejuízos” aos seus interesses.

Leia mais: https://www.cartacapital.com.br/sociedade/lobby-do-fumo-ataca-colegiado-chave-politica-antitabaco/

Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas