Exame toxicológico: regra faz 3,6 mi de caminhoneiros “desaparecerem”

Um estudo identificou um dado chocante: desde que entrou em vigor, em março de 2016, a obrigatoriedade do exame toxicológico para condutores habilitados nas categorias C, D e E (caminhão, ônibus e carretas) provocou uma redução de 3,6 milhões de motoristas profissionais no mercado.

No entanto, outra conclusão é ainda mais alarmante: na contramão da redução de motoristas, o fluxo de veículos pesados vem crescendo nas estradas pedagiadas, com alta de 9,4% apenas no último ano, segundo dados da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias.

Leia mais em: https://www.uol.com.br/carros/noticias/redacao/2021/10/11/exame-toxicologico-regra-faz-36-mi-de-caminhoneiros-desaparecerem.htm

Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas