Notícias

Cresce número de mulheres fumantes em Limeira - SP  Notícias sobre drogas e alcool - Site Antidrogas


As estatísticas surpreendentes sobre o aumento de mulheres fumantes no mundo também são observadas em Limeira. Enquanto cai o número de homens fumantes, mais mulheres aderem à dependência. Mas especialistas alertam: com elas, as conseqüências são devastadoras.

A diminuição da fertilidade em até 40% é um dos agravantes, segundo o Pneumologista e Coordenador de Programas e Projetos da Secretaria da Saúde, Danilo Gullo Ferreira. “Os problemas são ainda maiores quando a mulher fuma e toma anticoncepcional”, alertou. De acordo com o Médico, estas fumantes correm dez vezes mais risco de ter um infarto, além de trombose, embolia e acidente vascular cerebral - AVC. Estas conseqüências podem ocorrer em qualquer idade. “Uma conclusão é certa: é muito melhor a mulher só fumar ou só tomar o anticoncepcional. O dois junto não dá certo”, afirmou.

Já os efeitos da nicotina na mulher grávida acarretam prejuízos no corpo dela e no feto. A substância, segundo Ferreira, reduz o fluxo placentário, o que determina o envelhecimento e o descolamento precoce da placenta, aumentando o risco de aborto, de nascimentos prematuros, diminuindo o crescimento e o peso do bebê. “Quanto mais se fuma, aumenta ainda mais o problema. Isto não significa que a mulher que fuma pouco não corre riscos”, disse.

Para o Pneumologista, o fato de aumentar o número de mulheres fumantes leva a saúde pública tentar encontrar mais meios de conscientização sobre todas estas conseqüências. Mas ele ainda afirmou que não são só estes problemas que podem ser causados pelo cigarro na mulher. Sem contar a maior propensão em desenvolver diversos tipos de câncer como o de pulmão, boca, estômago, entre outros. A má circulação sanguínea também é ocasionada pela nicotina.

Um dos fatores que provavelmente elevou as estatísticas de mulheres fumantes é a mudança social, segundo o Coordenador da Secretaria da Saúde. Como já é observado em pesquisas, cada vez mais as mulheres estão buscando o seu espaço em todas as áreas, tanto no mercado de trabalho quanto na política, entre outros onde antes não era permitida a presença da mulher.

De acordo com o Coordenador da Secretaria da Saúde, sendo assim, o estresse e as responsabilidades também aumentaram, mas a aderência aos vícios também. “Não houve crescimento somente do número de mulheres fumantes, percebemos também que cada vez mais elas se envolvem com drogas”, falou.

Ferreira contou que a Secretaria da Saúde de Limeira está cadastrada no programa de anti-tabagismo do Ministério da Saúde há um ano. Ainda não há previsão, mas quando a cidade for contemplada, deverá ser construído um ambulatório específico de tratamento de tabagismo.

Calorias x Tabaco

“Muitas mulheres acreditam que se pararem de fumar vão começar a engordar”, contou o Médico. Na verdade, não é a nicotina que mantém o peso, mas ela tira o paladar, conseqüentemente não há vontade de se alimentar, principalmente comidas mais gordurosas. Portanto, segundo Ferreira, o ideal é a mulher estar determinada a acabar com a dependência e, no mesmo momento, iniciar uma dieta saudável. “Não é um regime. Trata-se de uma alimentação rica em fibras, proteínas e com baixo teor de gordura. É importante também praticar algum tipo de atividade física, mesmo que seja a caminhada diária”, explicou. Ferreira concluiu afirmando que desta forma não há perigo de engordar e o “organismo agradece”.
Fonte:Gazeta de Limeira







Publicidade









Apoio





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos