Notícias

Arte ajuda na cura contra o vício em Taquara  Notícias sobre drogas e alcool - Site Antidrogas


Taquara - Em menos de um ano de funcionamento, o Serviço de Atenção a Dependentes de Álcool e outras Drogas (Sadad), de Taquara, está tornando-se referência quanto ao trabalho de prevenção às drogas, de recuperação de usuários e de resgate da autoestima dos participantes.

Oficinas de danças e de arteterapia são algumas das atividades proporcionadas pelo Sadad, além de acompanhamento com profissionais da saúde, como médicos, psicólogas e psiquiatras. Além disso, é feito um trabalho de apoio aos familiares dos dependentes pelas assistentes sociais. Tudo isso para mudar a vida de quem sofre com o vício.

A proposta faz parte do projeto Saúde, Educação e Reintegração (SER), de iniciativa da administração municipal por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Mais de 20 jovens participam do projeto no município. O Sadad é coordenado por Sirlene Kaiper Duarte.

SAIBA MAIS

Os encontros ocorrem nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 14 horas

As oficinas são ministradas pela professora Vera Bernardes e pela professora de arteterapia, a artista plástica Elisabeth Sauer

Para participar, o interessado deve ir até à sede do Sadad (Rua Tristão Monteiro, Centro). Contatos: (51) 3541-3672

O serviço é de graça. O dependente passa por uma avaliação para saber se será necessária a internação. Caso precise, o Sadad paga os custos e depois da desintoxicação é encaminhado às oficinas

Superação

"Estou me surpreendendo comigo mesma. Nunca imaginei que um dia eu iria saber fazer pinturas. Eu jurava que nunca aprenderia. Estou adorando", comenta a participante, uma mulher de 39 anos de idade, durante a oficina de arteterapia. Quem também está aperfeiçoando os dons com pinturas é um pintor, com 46 de idade, que desde de agosto do ano passado é integrante do Sadad. "Eu pintava paredes. Sempre trabalhei com pinturas, mas não sabia desenhar. Aprendi fazer desenhos e detalhes. Faço quadros. Estou aperfeiçoando o meu talento".

Confiança

A coordenadora do Sadad, Sirlene Kaiper Duarte, explica que o diferencial está na forma de tratamento com os participantes e que flexibilidade é muito importante. "Aqui a gente não os rotula como drogados. Temos uma outra visão. São pessoas que precisam de ajuda. Eles vem na hora que precisam, não os obrigamos a participar da proposta. Isto dá mais credibilidade e confiança. Tem integrantes que participam das duas oficinas. Atendemos conforme a necessidade
de cada um", enfatiza.

Equipe multidisciplinar

A professora de arteterapia, a artista plástica Elisabeth Sauer diz que cada dia é um aprendizado, uma vitória. "Querer mudar é muito importante também. Aqui se faz também um acompanhamento multidisciplinar. Há uma equipe integrada que trabalha em conjunto", destaca.
Fonte:Diário de Canoas Online/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)







Publicidade








Apoio

Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo