Notcias

Secretaria de Sade de SP lana alerta contra indstria do tabagismo  Notcias sobre drogas e alcool - Site Antidrogas


A indstria do cigarro sabe que esse pblico promissor e que podem ser seus clientes regulares amanh. Pesquisas apontam que os tabagistas iniciam o consumo em mdia aos 15 anos, explica Stella Martins, coordenadora do Programa de Ateno ao Tabagista do Centro de Referncia em lcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod), rgo da Secretaria de Sade do Estado de So Paulo.

Com a restrio da propaganda direta do cigarro, a publicidade para o jovem ficou mais sofisticada, com o aprimoramento do uso dos pontos de venda. A aposta passou a ser os chamados pontos de venda ambulantes. No s essa, mas muitas outras articulaes da empresas de cigarro sero abordadas por Stella Martins no seminrio lcool, Tabaco e a Publicidade, promovido pela Associao Brasileira de Estudos do lcool e outras Drogas (Abead), dia 26 de maio, na Unifesp, em So Paulo.

Nessa nova modalidade de propaganda, as empresas promovem festas e divulgam amplamente sua marca como patrocinadora do evento atravs do estmulo visual dos logos, modelos e promoters, contratadas pelas empresas, segundo relata a especialista Stella Martins. Na oportunidade, os jovens preenchem cadastros que oferecem canais de comunicao, principalmente via e-mail, para a divulgao de novos eventos e brindes promocionais.

Em todas essas aes as empresas criam uma imagem positiva junto ao jovem, que acabam por associar o cigarro com diverso e prazer. Tambm vale ressaltar que a indstria do tabaco realizou uma srie de estudos para traar um perfil detalhado desse pblico. Descobriu, por exemplo, que o adolescente no gosta do sabor do cigarro quando faz a experimentao, por causa do gosto amargo. Para conquist-los, ento, lanou no mercado uma srie de cigarros com aromas diversos, que no por acaso possuem teor mais elevado de nicotina, substncia responsvel pela dependncia, conta Stella Martins.

Esses e mais dados foram obtidos a partir de documentos secretos, divulgados aps uma srie de aes judiciais contra as empresas de tabaco nos Estados Unidos. Os relatrios revelam estudos minuciosos e reunies onde se discutia abertamente tticas para conquistar consumidores. At mesmo os aromas e sabores dos cigarros para o pblico jovem eram estratgicos. O de tutti frute, por exemplo, remetia ao sabor de balas e chicletes, para lembrar a infncia, relata.

Para Stella, evitar essas articulaes implica na restrio total da publicidade do tabaco. Na maioria das provncias do Canad, mesmo nos pontos de venda os cigarros no ficam expostos ao pblico, ou seja, o fumante no visualiza nem o cigarro nem a marca. A ausncia de estmulo visual tem efeito protetor tanto para o adolescente quanto para quem est parando de fumar, afirma.
Fonte:JB Online/ABEAD(Associao Brasileira de Estudos do lcool e outras Drogas)







Publicidade









Apoio

Mauricar
Dando mais sade vida de seu veculo



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos